Cuidado com o “tiro no pé”

Essa semana ouvi de uma moça que estuda comigo em Itu, uma coisa que me deixou um tanto preocupado! Uma igreja fez um evento de ação social perto da casa dela, diversos serviços foram oferecidos gratuitamente à comunidade, como orientação jurídica, aferição de pressão arterial, teste de glicemia, corte de cabelo e também foram montados alguns brinquedos infláveis para as crianças do bairro, até aí nada de errado. Na sequência da conversa ela relatou que a família dela e diversos vizinhos ficaram muito irritados, pois foram 3 dias consecutivos que eles não puderam curtir a programação que bem quisessem no interior de suas residências devido ao som extremamente alto durante o evento.

A fala final dela me chamou muito a atenção:

“Esses eventos de ação social são muito importantes pra comunidade mais carente, mas esse abuso do som alto é um saco, eu já estava quase ligando pra polícia! E pior, eles querem fazer isso ano que vem novamente”!

Eu me pergunto quantas pessoas ficaram gratas pelos serviços prestados e quantas outras escandalizadas com esse transtorno causado pelo evento?

Alguns podem argumentar “mas nós cristãos também temos que aguentar o abuso de som alto de eventos não cristãos!”, concordo em parte com isso. No entanto, nós cristãos não temos que ser diferentes do restante? Não temos que “andar na contramão? Ou será que sendo pra Deus vale até gol de mão?

O que me preocupa nesses eventos de ações sociais, é que a coisa anda meio mascarada, dizemos que queremos levar mais qualidade de vida pras pessoas e serví-las, mas na verdade queremos enfiar o evangelho “guela abaixo” ou no caso citado “ouvido a dentro”!

Eu penso que as pessoas tem o direito legal e social de ter qualidade de vida e não ter que se converter a essa ou aquela “religião”. Nós enquanto cristãos não deveriamos forçar a barra, devemos falar e principalmente testemunhar com a nossa vida no dia-a-dia naturalmente, crendo que quem faz a obra (de convencimento do pecado, da justiça e do juízo) é o Espirito Santo.

“…E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo…” João 16.8

Nós, os cristãos, temos (ou deveriamos ter) o entendimento que não pregamos a religião evangélica e sim um relaciomento sincero com Deus através de Jesus Cristo, porém, as pessoas naturais não têm esse discernimento.

“Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.” 1 Corintios 2.14

Resumindo, devemos demonstrar mais amor pelas pessoas que estão à nossa volta e esperar menos delas, como ouvi uma vez de um amigo: esse é “o verdadeiro evangelismo ao estilo de Jesus”.

Tio Presunto

Anúncios
Publicado em Notícias, Opinião, Outros Ministérios | Deixe um comentário

Testemunho x Moralismo

Graças a Deus por nos ter deixado Sua palavra, a partir de onde podemos refletir sobre nossas atitudes à luz do Ele espera de nós.

Durante a aula na escola dominical surgiu uma reflexão a respeito da ingestão de bebidas alcoólicas por cristãos. Fiquei inquieta com algumas conclusões e fui meditar um pouco mais sobre o assunto.

Primeiro fui pesquisar o que significava testemunho e encontrei as seguintes definições:

1 Ato ou efeito de testemunhar. 2 Narração real e circunstanciada que se faz em juízo; depoimento, declaração da testemunha. 3 Demonstração, indício, prova, sinal, vestígio. A partir disso concluí que, como cristã devo testemunhar de Cristo (dizer quem Ele é  e fez por mim) e ainda que minha vida deve ser prova disso, deve evidenciar o que eu digo.

Significa então que, quando vou dar testemunho de quem é Jesus e o que Ele fez por mim, digo que Jesus é o Filho de Deus que veio ao mundo para nos salvar da condenação que esta sobre o homem por causa do pecado e que através do seu sangue posso ser perdoada e a partir daí buscar uma vida limpa diante de Deus, ou seja, me apartando do pecado e suas conseqüências.

Pensei então que o meu testemunho, ou seja, a minha vida deve evidenciar essa busca por uma vida longe do pecado.

Foi aí que fiquei preocupada com a “condenação” sobre algumas atitudes que não refletem que minha vida esteja em pecado. Fiquei preocupada também ao ouvir que algumas coisas eu devo fazer apenas em casa, pra não escandalizar os outros.

Será que é isso que Deus espera de mim, que eu faça coisas “escondidas”?

Fiquei pensando, como será que vivem as famílias da igreja dentro de suas casas? Será que o que vemos quando estão no convívio dos irmãos é igual ao comportamento que se tem no “esconderijo” do lar?

Minha atitude junto com os irmãos da igreja é igual a minha atitude no meu trabalho, na escola, com vizinhos, com os parentes distantes, com meus amigos incrédulos ou em cada lugar assumo uma postura diferente?

Creio que Deus espera que minha conduta em meio aos cristãos e aos incrédulos seja a mesma! Que o que eu faço, possa ser feito em qualquer lugar e diante de qualquer pessoa, dentro e fora de casa, porque se assim não for alguma coisa há de errado.

Algumas pessoas não concordarão com decisões e atitudes que tomamos, mas como cristãos, nosso testemunho tem que dizer a elas que apesar de não concordarem com nossa atitude estamos livres da condenação do pecado quando não estamos em desobediência à Palavra de Deus.

Devemos ter claro em nossa mente então, que o testemunho que nos condena é aquele expõe nosso pecado e nossa desobediência à Deus e não as escolhas que fazemos que estejam fora de um padrão “moralista”.

Deus nos mostra em sua palavra que atitudes morais espera de nós no convívio familiar e social, busquemos então a orientação do Senhor em Sua palavra.

 

No amor de Cristo

 

Keka

Publicado em Devocional, Opinião | 1 Comentário

Guarda o teu coração!

Ontem estava lendo a devocional do Pão Diário, e o versículo em destaque era o do livro de Provérbios 4:23: “ Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida”.

 

Fiquei pensando e pensando sobre isso, e o dia passou!! Mais no final da tarde, estava pesquisando algumas devocionais que poderia estar aplicando com os alunos de jiu-jitsu do Jorge e encontrei um blog de um pastor conhecido nosso; ele escreveu sobre o Ciclo de Falhas do povo de Israel, citado no livro de Juízes. No estudo ele faz uma reflexão sobre o comportamento do povo de Israel frente aos desígnios de Deus.

Quando estavam bem, se esqueciam daquilo que Deus havia ensinado e começavam assumir uma postura auto-suficiente, acreditando que podiam tomar conta de suas vidas sem consultar ao Senhor. Como conseqüência, eles iam deixando que seus corações, essencialmente tendenciosos ao mal, tomasse conta de suas ações, palavras e começavam a trilhar um caminho que os levava a perdição. Quando estavam atolados de tanto pecado e sofrendo suas conseqüências, se lembravam do Senhor que é misericordioso, se arrependiam, pediam perdão e tudo voltava a ser como no início.

Buscavam a Deus e suas orientações, mas logo deixavam novamente que o coração sem cuidado tomasse conta e o Ciclo de Falhas se iniciava outra vez.

Hoje cedo, na minha caminhada diária para o trabalho comecei a orar e juntar todas essas coisas que tinha lido no dia anterior. Por que o povo de Israel vivia um Ciclo de Falhas????

Salomão escreveu seu conselho no livro de Provérbios depois do tempo descrito no livro de Juízes, e o povo daquela época não pode desfrutar e aprender com a sabedoria de Salomão como nós podemos hoje. Não justificando o comportamento do povo naquela época, porque Deus os instruiu de diversas maneiras e eles não se dispuseram a aprender, mas será que não temos tido o mesmo comportamento???

Muitas vezes me pego em minhas orações pedindo perdão pelas mesmas coisas, não seria o mesmo Ciclo de Falhas??? Falei com os meninos ontem sobre como devemos manter nossa mente firmada nos princípios eternos de Deus, sem nos contaminar com o que tem sido ensinado e “pregado” no mundo atualmente. Hoje “aprendemos” a enganar, desrespeitar, a pensar primeiro em nós, desobedecer e podemos vivenciar os reflexos desses ensinamentos no nosso cotidiano.

Guarde o seu coração, porque ele comandará suas palavras, seus olhos e seus pés, é isso o que diz Salomão no versículo seguinte.

Reflexão do dia: Enquanto nosso coração estiver guardado sob os cuidados do nosso Senhor, nossa vida estará no caminho certo e não precisaremos entrar no Ciclo de Falhas!!!

No amor de Cristo

Tia Keka.

Publicado em Devocional, Opinião | Deixe um comentário

Diário de Bordo – 7º Dia

 
 

Não esperava que estar entre pessoas que eu não conhecia seria tão bom…Deus é mui maravilhoso, pois  colocou amigos que jamais esquecerei, é  bom saber que estamos fazendo parte de algo que é maior que nós mesmos e agradeço a Deus pela oportunidade de fazer parte disso.

Tivemos experiências únicas e esse é apenas o começo das muitas aventuras que viveremos com Deus, viemos aqui com o intuito de ajudar as pessoas e levar o amor de Jesus, mas fomos surpreendidos pelo carinho, superação e a fé das pessoas aqui que são super receptivas e nos deram e ensinaram mais do que poderíamos imaginar.

Sairemos daqui com lições de vida e testemunhos de pessoas que são fiéis a Deus independente de tudo e por isso somos gratos!!!

Beijos e até a próxima aventura!

Cami e Camilha

Roboré – Bolívia

Publicado em Ministério, Notícias, Outros Ministérios, Projetos Parceiros | Deixe um comentário

Diário de Bordo – 6º Dia

Essa viagem para a Bolívia esta sendo uma benção em minha vida, por que eu estou aprendendo cada dia mais experiências boas.

Quando eu soube da viagem para a Bolívia eu decidi vir, pois eu imaginava apenas em estar com os meus amigos, e não pensei realmente no nosso propósito.

Vejo agora a importância dessa viagem, que é principalmente a evangelização, e ganhar sempre mais almas para DEUS.

Matheus Luiz de Souza

 

Publicado em Ferramentas para o Ministério, Ministério, Notícias, Outros Ministérios, Projetos Parceiros | 1 Comentário

Diário de Bordo – 5º dia

…”Maravilhas o Senhor fez por nós e por isso estamos alegres!” Por muito tempo parei para meditar sobre esta tão conhecida frase, mas nos últimos dias aqui em Roboré, na Bolívia ela tem feito muito mais sentido!

As coisas aqui estão acontecendo de uma forma tão maravilhosa que fico me perguntando: como será quando regressar a vida normal? Como será meu estilo de vida? Como será a mensagem pregada por mim? Eu sei que não faz muito sentido eu dizer que tudo acontece de uma forma maravilhosa se eu não explicar exatamente o que está acontecendo.

Saí do Brasil com um pensamento nobre e dizia a mim mesmo que eu poderia ajudar as pessoas, pregar para elas e usar tudo aquilo que aprendi na igreja por todos esses anos de cristão e no seminário, mas aqui chegando fui muito mais impactado por experiências dos irmãos bolivianos e por ver que as pessoas estão sedentas de Jesus, assim aprendendo muito mais do que ensinando, vejo as maravilhas que Deus tem operado em mim e nos meus irmãos que aqui também estão.

 Tenho aprendido que viver o cristianismo na prática é realmente muito além daquele que ouvia nos púlpito e muitas vezes também preguei…

Agora eu posso dizer aquela frase inicial de uma forma diferente: ´´ Maravilhas o Senhor fez POR nós, CONOSCO e ATRAVÉS de nós por isso estamos muito alegres! “

 Sem. Juliano de Castro (juju)

Roboré – Bolívia

21/07/11

Publicado em Ministério, Notícias, Outros Ministérios, Projetos Parceiros | Deixe um comentário

Diário de Bordo – 2º, 3º e 4º Dias

Já são cinco dias com experiências para uma vida toda, agradeço a Deus por poder fazer parte disso e também por ter a minha vida transformada por essa viagem. O mais impactante de toda a história, é que viemos com o intuito de ajudar e nós é que estamos sendo os maiores beneficiados, aprendendo com cada pessoa e história de vida que encontramos pelo caminho até agora.  Uma coisa muito bonita que observei aqui, é a disposição de algumas pessoas em servir a Deus, que andam quilômetros em estradas de terra e sem iluminação para assistir ao culto, essa foi uma das muitas lições aprendidas, além dos exemplos de receptividade e humildade que temos visto. Enfim, são tantas coisas que se pode dizer, mas na minha opinião o mais importante, é que toda essa jornada me fez entender o verdadeiro significado de servir a Deus e no  que isso realmente implica, que acima de tudo é o amor, e  me fez ver que servir a Deus é muito mais que ir apenas à igreja e exercer cargos, é agir, e mostrar o amor de Deus por nós e que está em nós para as todas as pessoas que precisam desesperadamente viver uma vida abundante, digna e repleta desse amor transformador de Jesus.   

 

Caroll Souza – Igreja Tudo Novo em Cristo – Santos – SP

Roboré – 21/07/2011

Publicado em Ministério, Notícias, Outros Ministérios, Pedidos de Oração, Projetos Parceiros | Deixe um comentário